Logo

EMPRESA

SERVIÇOS

CLIENTES

CONTATOS

 

 

 

 

 

 

Projetos Ambientais

 

• Projeto Urbanístico Ambiental

O Projeto Urbanístico Ambiental é um documento necessário ao Licenciamento Ambiental Imobiliário (Condomínios e Loteamentos) solicitado pelo GRAPROHAB - Grupo de Análise e Aprovação de Projetos Habitacionais do Estado de São Paulo.
O projeto urbanístico precisa conter todas as informações ambientais, como área de preservação permanente e intervenções necessárias, áreas verdes, áreas recobertas com vegetação nativa, áreas que serão objeto de supressão de vegetação, entre outras informações necessárias para análise da CETESB. Existem padrões específicos que deverão ser observados durante a elaboração deste documento que são adotados em função da necessidade de cada empreendimento.

• Projeto de Vegetação Existente

O Laudo de Caracterização de Vegetação é um documento elaborado por profissional habilitado que quantifica e qualifica a vegetação remanescente incidente na propriedade. Este documento tem diversas aplicações, sendo obrigatório para projetos que necessitem realizar supressão de vegetação, intervenção em APP - Área de Preservação Permanente e CAR - Reserva Legal.
O Laudo é composto com dados diretos (obtidos em campo) e indiretos (revisões bibliográficas) e apresentam informações sobre o tipo da vegetação (mata atlântica, cerrado e outras), o estágio de desenvolvimento (inicial, médio, avançado ou clímax) a quantificação em área e/ou indivíduos, e informações sobre espécies, diâmetro e altura. Existem procedimentos diferenciados que deverão ser adotados em função da necessidade de cada empreendimento.

• Projeto de Arborização

A arborização urbana é extremamente importante, principalmente nos centros urbanos. Quanto maior é a área verde da cidade, menor é a temperatura, contribui ainda, com a melhora da qualidade do ar, reduz a propagação do som, e diminui em cerca de 10% o nível de material particulado.
Os empreendimentos residenciais deverão apresentar o projeto paisagístico que inclua a arborização das ruas, acessos, áreas de lazer e áreas verdes. São priorizadas a utilização de espécies nativas, que possuem sistema radicular (raízes) adequados com a infraestrutura das edificações, evitando problemas futuros como trincas e rompimento de tubulações.
Durante a elaboração do projeto, são observadas as diretrizes municipais e as orientações da concessionária de energia local, relacionando espécies que possuam altura compatível com a rede de distribuição elétrica e que ao mesmo tempo possam fornecer sombra e minimizar os efeitos da impermeabilização do solo.

• Projeto de Recuperação de APP

As APP’s (Áreas de Preservação Permanente), por definição, de acordo com o novo Código Florestal (Lei nº 12.651, de 25 de Maio de 2012.), são: “Área protegida, coberta ou não por vegetação nativa, com a função ambiental de preservar os recursos hídricos, a paisagem, a estabilidade geológica e a biodiversidade, facilitar o fluxo gênico de fauna e flora, proteger o solo e assegurar o bem-estar das populações humanas;
Existem vários tipos de APP, que são definidas no artigo 4º da referida lei, e entre as mais comuns podemos citar as faixas marginais de 30 metros de curso d’água de menos de 10 metros de largura e no entorno de nascentes num raio de 50 metros.
As Intervenções em APP’s ocorrem quando há a necessidade de ocupar, edificar, utilizar uma determinada área caracterizada como área de preservação permanente, e só será autorizada caso seja comprovada a inexistência de alternativa técnica locacional e quando tratar-se de obra de utilidade pública, interesse social ou considerada de baixo impacto. Existem procedimentos específicos que deverão ser adotados em função da necessidade de cada empreendimento.

?

A Oliveira Lima Consultoria Ambiental conta com uma equipe composta por profissionais de diversas áreas, com experiência na elaboração de Projetos Ambientais, que podem auxiliar e orientar no planejamento, apresentando possibilidades e alternativas técnicas, respeitando sempre a legislação, assim evitando retrabalhos e custos desnecessários.